Mário S. Cardim

Resumo Bibliográfico elaborado por Rubem Süffert

    Mário Sérgio Cardim nasceu em 9 de Setembro de 1888.
    Foi atleta, inspetor de ensino, diretor de escola, advogado, escritor, fundador e dirigente de várias entidades nacionais.
    Foi autor do “Guia do Foot-Ball em São Paulo”, editado em 1903 e do “Guia de Foot-Ball” em 1904.         Em 1910, quando era diretor do "Colégio Caetano" de Campos, estando em missão oficial na Europa, deparou com um grupo de vinte crianças uniformizadas. Procurando conhecê-las melhor, descobriu que eram Escoteiros e obteve mais informações.
    Na Inglaterra, conseguiu uma entrevista com Baden-Powell junto com o embaixador Régis de Oliveira, e assimilou muitos conhecimentos sobre o Escotismo.
    Voltando ao Brasil realizou 18 conferências sobre o Movimento em dezoito cidades do interior de São Paulo, e começou uma série de artigos no jornal “Estado de São Paulo”.
    Foi de Cardim a sugestão do nome "Escoteiro" e do lema "Sempre Alerta!", para serem adotados no Brasil.
    Em 29 de Novembro de 1914, foi realizada a cerimônia de fundação da "Associação Brasileira de Escoteiros" – ABE, no Skating Palace na Praça da República, sob a presidência do Dr. Alcântara Machado, e com expressiva contribuição também de Júlio Mesquita, Ascânio Cerqueira, Carlos Américo e João Maurício Sampaio Vianna e outros nomes de destaque.
    Cardim propôs o texto do Estatuto da ABE e foi eleito Secretário-Geral da entidade.                
   Mais tarde foi eleito Vice-Presidente da ABE, o Dr. Washington Luiz Pereira de Souza, depois Prefeito, Governador de São Paulo e Presidente da República do Brasil, em 1926.
    Pouco depois, já em Dezembro de 1914, foram criadas organizações de Escoteiras, sob a coordenação de Mrs. Kathleen Crompton com o decidido apoio de Cardim. Estavam elas em atividade numa quermesse da Cruz Vermelha Brasileira.
    Foi a primeira organização de Escotismo feminino no Brasil!
    A ABE além de expressivo número de Tropas no Estado de São Paulo, coordenava também unidades em outros Estados, como no Rio Grande do Norte e o Rio de Janeiro, e mais tarde Minas Gerais, Paraná, Espírito Santo, Paraíba, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Bahia e Santa Catarina.
    Foi também Mário Cardim que, em 1914, fundou a Federação Brasileira de Futebol e, em 1916 foi membro da Comissão Técnica da Seleção Brasileira de Futebol. Integrou o Conselho Superior da Federação Paulista de Tênis.
    Cardim representou o Prefeito do Rio de Janeiro, Antônio Prado Júnior, em reunião em que foi feito um amplo debate sobre o Plano Geral de Remodelamento do Rio de Janeiro, em 1927, promovida pelo Rotary Clube.
    A ABE veio a se integrar à União dos Escoteiros do Brasil, e Mário Sérgio Cardim foi eleito Vice-Presidente da UEB e de Junho de 1929 à Setembro de 1930 seu Presidente.
    Recebeu muitas condecorações, dentre elas as medalhas Tiradentes e o Tapir de Prata, que foi concedido em 2 de Outubro de 1936 e entregue em 20 de Dezembro do mesmo ano.
    Em 17 de Abril de 1938 juntamente com mais três colegas, Cardim concluiu a primeira viagem de carro realizada de São Paulo à Santos.
    Faleceu em 6 de Dezembro de 1953.

Nenhum comentário:

Postar um comentário