Historia do Escotismo em Niterói


ORIGEM
Por: Luiz Carlos N. Monteiro
Com apoio de OLAVO BILAC e com participação direta do Poeta ALBERTO OLIVEIRA, surgiu em Niteroi no Bairro da Engenhoca, o primeiro Grupo Escoteiro do Municipio: GRUPO DE ESCOTEIROS DE NICTHEROY. Fundado em 17 de NOVEMBRO de 1917, com 2 Chefes e 9 jovens na idade de 10 a 17 anos. Hoje, sabe se que essa foi a ultima vez que o Patrono do Escotismo Nacional , Olavo Bilac, atravessou a Baia de Guanabara antes de seu falecimento.
Em JANEIRO de 1918, a Tropa de Escoteiros faz sua primeira atividade externa que foi uma Excursão no Horto Botânico de Niteroi. Durante o periodo de 1917 a 1920, realizaram atividades pelas 3 fazendas quais deram origem ao Bairro da Engenhoca. Então as atividades e ou reuniões eram realizadas em áreas conhecidas como: Largo do Barradas, Barreto, Venda da Cruz, Tenente Jardim, Praça da Paz que antigamente era conhecida como Largo da Morte do Largo de São Jorge e pelas cercanias do Antigo Casarão do Barão de São João de Icaray que ja na epoca era o Colegio Brasil no Bairro do Fonseca.
Centenario do Escotismo em Niteroi 1917 - 2017
O registro histórico do Escotismo.
Niterói Cidade Escoteira
PARTE 1
Niterói possui os Títulos de Invicta e Cidade Sorriso. O primeiro pela resistência na revolta da armada brasileira e o segundo devido ao carisma do seu povo. Se existe um titulo que a cidade é merecedora é o título de Cidade Escoteira. Já em 1917, registra-se a prática do Escotismo na cidade.
Muitas atividades escoteiras na cidade, foram atos de grande relevância de verdadeira Utilidade Pública. Destaca-se a ajuda humanitária dos Escoteiros de Niterói as vitimas do incêndio do Gran Circus em 1961; a primeira ação de reflorestamento realizado pelos Escoteiros do 49º GE/RJ com a Associação de Moradores da Ponta da Areia qual acabou com as queimadas do morro da armação a partir de 1996, a eliminação dos caramujos africanos no Horto do Fonseca em 2003 e 2005 e a participação extraordinária dos Escoteiros de Niterói no auxilio as vítimas da grande tragédia do morro do bumba em Niterói em Abril de 2010.
Niterói registra em sua história uma grande parcela da história do Escotismo. Então, se existe um titulo que a cidade é merecedora é o de CIDADE ESCOTEIRA.
Luiz Carlos Neves Monteiro
Coordenador da Comissão de Eventos de 100 Anos do Escotismo em Niteroi
Diretor - Tecnico do 49º G.E.-RJ
Niterói e o Escotismo no Brasil
O Escotismo (Scouting ), foi idealizado e colocado em prática em 1907, neste ano estavam na Inglaterra Oficiais, Suboficiais e Praças da Marinha Brasileira que estavam na Inglaterra. Alguns se impressionaram com o novo método de educação complementar de Baden Powell. Entre eles estava o Suboficial Amélio Azevedo Marques que ingressou seu filho, Aurélio, em um Grupo Escoteiro local sendo assim o primeiro escoteiro brasileiro (mesmo fora do nosso País).
O escotismo foi introduzido no Brasil em 1910, por intermédio desses marinheiros e oficiais, que trouxeram consigo uniformes escoteiros. No dia 14 de junho do mesmo ano, na casa número 13 da Rua do Chichorro no Catumbi, Rio de Janeiro, reuniram-se, formalmente, os interessados pelo escotismo e embarcados nos navios que haviam chegado ao Brasil. Ali foi oficialmente fundado o Centro de boys Scouts do Brasil.
A partir de 1914, surgiram em outras cidades vários núcleos, dos quais o mais importante foi a ABE - Associação Brasileira de Escoteiros, em São Paulo, fundada em 29 de novembro.
Após a expansão do Escotismo no Brasil por diversas Associações, Confederações, Federações etc o escotismo chega a Niterói em 1917 com um Grupo que desenvolvia suas atividades pelo bairro da Engenhoca.. O Grupo de Escoteiros de Nictheroy foi o primeiro grupo fundado na Cidade. Com apoio do OLAVO BILAC e do Poeta Parnasinista ALBERTO OLIVEIRA
Em 1920 é fundado oficialmente o Grupo Escoteiro em Niterói, Grupo Escoteiro Jurujuba.
Em setembro de 1921 durante acampamento na enseada de Jurujuba, fundou-se no Estado RJ a Confederação Brasileira dos Escoteiros do Mar (futura FBEM). Hoje, existe no local uma placa alusiva a esta data. Destacam-se como pioneiros desta gloriosa iniciativa o então Ten. Benjamin Sodré (o Velho Lobo), o Tenente-Aviador Gelmirez de Mello (o Polvo Velho), o Comandante Frederico Villar, o Comandante Gumercindo Loretti, o Professor Gabriel Skinner e o Almirante Raja Gabaglia.
Grupos nesta memorável atividade: o Jurujuba, o Copacabana, o São João da Barra, o Caju, o Saquarema, o Pará, o Maranhão, o Paquetá, o Euclides da Cunha, o Marcílio Dias
Em 1922 é registrada na Boy Scouts Association da Inglaterra com Sede no Rio Cricket Associação Atlética de Niterói a “The 1 st Nictheroy Baden-Powell Troop”. Essa Tropa seguia rigorosamente as normas do Escotismo inglês. Também em 1922 Os Grupos Escoteiros de Niterói realizam desfile cívico de 07 de Setembro pelas Ruas Dr. Celestino e Rua da Conceição.
Em 14 de agosto de 1923 o escoteiro Álvaro F. da Silva, então com 15 anos, passou pela cidade de Belo Horizonte durante o raid a pé que iniciara em Niterói (recebeu apoio dos Escoteiros do Grupo de Escoteiros do Mar de Jurujuba), passando pelo Rio e com destino a São Paulo. Em 02 de Abril de 1924, "O Tico-Tico", noticia que Escoteiros do Mar prestaram socorro a duas embarcações com pessoas da família de um Ministro do Supremo Tribunal (senhoras e crianças) que batiam nas pedras da Ilha da Boa Viagem. “O Tico-Tico” era uma revista semanal.
Em 1924, a FBEM - Federação Brasileira de Escoteiros do Mar com a Associação de Escoteiros Católicos e a Associação de Escoteiros Fluminenses (segundo relatos de moradores antigos do bairro do Fonseca, possui um Grupo Escoteiro qual em 1919 desenvolvia suas atividades pelo bairro. Para alguns moradores antigos este Grupo foi que deu origem ao Grupo Escoteiro do Colégio Brasil em 1925), fundou a UEB - União dos Escoteiros do Brasil. A primeira reunião foi no Clube Naval no Centro do Rio de Janeiro, que também foi a primeira sede oficial da UEB.
Em 22 de Novembro de 1925, fundou-se no Colégio Brasil no Bairro do Fonseca, pelo então Tenente do Exército Brasileiro, Sr. Aguinaldo Sena Campos a Tropa de Escoteiros do Colégio Brasil (49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil).
Em 1926,Fundação do Grupo de Escoteiros Arthur Bernardes atual Benevenuto Cellini, foi fundado no dia 1º de Maio de 1926 por Abdom de Oliveira Dias. Neste dia, foram feitas 12 Promessas de membros juvenis, no qual um deles era o Chefe Jarbas, Presidente de Honra de nosso Grupo e condecorado pela UEB o Tapir de Prata
1927 - Os Escoteiros de Niterói, presentes na posse de Manoel Duarte, como Presidente da Província (Governador) RJ. Registra-se também a presença do 7º GEMAR neste evento e do Grupo de Escoteiros do Colégio Brasil neste evento. Em 1928 é realizado o Acampamento de Tropas e Grupos no Parque Fagundes Varella no mês de julho.
1929 – “JAMBOREE MUNDIAL ESCOTEIRO” em ARROWE PARK, BIRKENHEAD, escoteiros da Tropa do Colégio Brasil, em número de 5, são enviados com a Delegação de Escoteiros Brasileiros à atividade.
Outro fato curioso foi que uma patrulha de Escoteiros do Mar é enviada à Inglaterra, tomando parte no Jamboree da Maioridade. É esta a primeira participação dos Escoteiros do Mar do Brasil em atividades internacionais.
1930 - Encontro Escoteiro de Países com Sede de um dos eventos em Niterói em Janeiro;
- Grupos de Escoteiros da Cidade, S. Gonçalo e Rio Bonito realizam desfile cívico de 07 de Setembro pelas Ruas Dr. Celestino e Rua da Conceição no Centro de Niterói.
- Escoteiros do Colégio Brasil realizam atividade no Horto do Fonseca onde estavam as Tropas Federais aquarteladas devido a Revolução em Outubro
– Escoteiros de Niterói participam da inauguração da Estação de Trem do Porto de Niterói.
1931 a 1940
1933 – O Grupo de Escoteiros Benevenuto Cellini passa para a Modalidade do Mar
1936 - Lauro Sodré Neto, funda em 03 de Dezembro de 1936, no Bairro da Boa Viagem, o 4º Grupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar, iniciando as atividades com escoteiros e lobinhos.
1937 – Janeiro. Escoteiros do Colégio Brasil visitam a Hangar dos Dirigíveis em Santa Cruz - RJ e o local de pouso na Praia de S. Francisco (Niterói)
Em 04 de Abril. Fundação de Distrito de Bandeirantes na Rua Barros (atual Ministro Octávio Kelly) nº. 172, Icaraí, em terreno pertencente à Mitra Diocesana de Niterói, nos fundos da Igreja Porciúncula de Santana.
A Ilha da Boa Viagem passa em regime de Cessão de Uso aos 'Escoteiros do Mar' em 15/05/1937 pelo Ministro da Marinha, Almirante Aristides Guilhem, para ser usada como um Campo Escola dos Escoteiros do Mar.
1938 - 18/01, o 4º Grupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar, inicia a construção de sua sede própria na Ilha da Boa Viagem com o auxílio do Interventor Geral do Estado do Rio de Janeiro, Comandante Amaral Peixoto; do Diretor de Armamento da Marinha, Comandante Mário da Costa Braga e do Comissário Nacional dos Escoteiros do Mar Comandante Benjamin Sodré (o Velho Lobo). O transporte de todo o material e a mão de obra para a construção foram realizados pelos lobinhos, escoteiros e pioneiros do 4º GEMAR-RJ, coordenados pelo Mestre de Obras Sr. Henrique Pereira da Silva. Em 26/05/38, os escoteiros do Gaviões do Mar, participaram da Missa na Capela, para agradecer o término da construção de sua sede.
Em 11/10, o Velho Lobo passa a fazer parte do quadro de Chefes do 4º Grupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar.
1939 - Inaugurada em 22/01/39 com uma grande festa “o Castelo dos Escoteiros”, Sede do 4º GEMAR-RJ na Ilha da Boa Viagem
Em 23 de Abril. As imagens de São Jorge (padroeiro dos escoteiros católicos) e Santa Joana D'Arc (padroeira das bandeirantes católicas) foram colocadas solenemente na Capela da Ilha da Boa Viagem
1939 - Participação dos Escoteiros de Niterói no mês de Junho no Ajuri Escoteiro Interestadual da Quinta da Boa Vista, inaugurado pelo Presidente Vargas, com a presença de 4.000 Escoteiros.
1941 a 1950
1941 - 07/09, da inauguração do Estádio de futebol pelo Governador Ernani do Amaral Peixoto, com o nome do Escoteiro Caio Martins. Na oportunidade o Major Dornelles,Dirigente da UEB, passa em revista o contingente escoteiro da Cidade de Niterói
.
1941 - Inauguração do Centro de Puericultura (ciência médica que estuda o ser humano, especificamente o desenvolvimento infanti)l em São Gonçalo (local hoje conhecido como “Rodo”). Escoteiros do Instituto Gonçalense de Amparo à Maternidade e à Infância formaram Guarda de Honra em frente ao edifício do Centro de Puericultura em respeito às autoridades.
1941 – Em 15/11, grupo de jangadeiros que fizeram a grande e famosa aventura de navegar naquelas embarcações rústicas de Fortaleza ao Rio de Janeiro, foram recebidos fora da barra, pelos jovens do 4ºGEMAR Gaviões do Mar. A História registra que em 10/09/1941, um grupo de quatro pescadores cearenses empreendeu um “raid” de jangada, de Fortaleza ao Rio que ressaltou em bom êxito da missão dos quatro jangadeiros. Saíram de Fortaleza, chegando ao Rio em 15/11.
OBS: No ano seguinte (1942), o cineasta Orson Welles, autor do famoso filme Cidadão Kane veio ao Brasil fazer um filme com a história dos pescadores para a série It's all true. Infelizmente, quando filmavam a reconstituição da entrada triunfal no porto do Rio de Janeiro, uma manobra infeliz da lancha que rebocava a jangada a teria virado, jogando ao mar agitado os seus quatro heróicos tripulantes. Jerônimo, Tatá e Preto se salvaram, mas o valoroso pescador Manoel Olimpio Meira (“Jacaré”, acalmado herói nacional em 1941) desapareceu no mar e seu corpo jamais foi encontrado.
Em 23/12, 4ºGEMAR/RJ participa da distribuição de presentes de Natal para os pobres, auxiliando a esposa do Interventor Comandante Amaral Peixoto, no Palácio do Ingá.
1942 - Curso da Escola de Chefes do Campo Escola da Ilha da Boa Viagem. Também abril de 1942 o Almirante Haroldo Rubem Cox doa a embarcação chamada "Gaviãozinho" para o 4ºGrupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar.
Em 19/04/42 todos os Grupos Escoteiros do Brasil receberam uma circular remetida pelo Presidente da UEB, General Heitor Augusto Borges, com diretivas aos escoteiros, para enquanto durar a 2º Guerra.
Em 28 de outubro de 1942 por força de lei (que nacionalizou os nomes de associações estrangeiras no País) a “The 1 st Nictheroy Baden-Powell Troop”. Muda de nomenclatura e passa a ser um Grupo de Escoteiros.
1943 - Em 05 de Setembro o Velho Lobo, Almirante Benjamin Sodré, do 4ºGrupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar, recebe a maior comenda do escotismo brasileiro, o Tapir de Prata
1946 – Primeiro Desfile Cívico da Independência em Niterói, organizado pelo Exército Brasileiro e a Prefeitura da Cidade. Os Escoteiros "puxam" o contingente civel no desfile.
1946 - Padre Adauto de Menezes funda em 26 de outubro de 1946, o Grupo de Escoteiros São Francisco de Assis A primeira sede do Grupo era localizada na Rua Barros (atual Ministro Octávio Kelly) nº.172, Icaraí, no terreno da Mitra Diocesana de Niterói, nos fundos da Igreja Porciúncula de Santana.
1947 – Fundação do 7º Distrito Escoteiro (Niterói) da Região Escoteira
1947 – Até 1947, As Bandeirantes assumiram a zeladoria da Igreja da Ilha da Boa Viagem,até que, por motivos de problema no coração e por não conseguir subir as escadas, o presidente da Instituição decide não assumir mais a tarefa de zeladoria. É criado em 1947 o apostolado da Igreja da Ilha de Boa Viagem
1950 – Em 22 de Abril é aprovada, pela 6º Assembléia Nacional Escoteira, a unificação do Movimento
Escoteiro em todo Território Nacional. A UEB passa ser a única instituição representante do Escotismo no Brasil.
1950 - Visita do Escoteiros do Grupo Professor João Brazil ao Estádio do Maracanã no mês de Novembro
1956 – Em 15 de Abril, Padre Adauto de Menezes funda o Grupo de Escoteiros Martim Afonso (hoje 15º G.E. Martim Afonso (RJ).
1957 - Comemoração do Centenário do nascimento de B.P e o Cinqüentenário de criação do Movimento Escoteiro. O Grupo de Escoteiros João Brazil participa do Ajuri Nacional, na localidade do Tubiacanga na Ilha do Governador na Cidade do Rio de Janeiro no período de 14 a 24 de Fevereiro. Participação de uma patrulha do Grupo de Escoteiros Professor João Brazil na atividade
1959 – Em Novembro, Deliberação Municipal, decreta a Utilidade Pública, para fins de direito, o GRUPO DE ESCOTEIROS PROFESSOR JOÃO BRAZIL. O primeiro Título de Utilidade Pública Municipal a ser concedido a um Grupo Escoteiro.
1959 – O Grupo de Escoteiros Profº João Brazil retira-se do Colégio Brasil em Dezembro
1959 – Dezembro, Padre Adauto de Menezes assumo o comando como Chefe de Grupo do Grupo de Escoteiros Professor João Brazil (Alcatéia, Tropa de Escoteiros e Tropa Sênior) e mantém sede do G.E. com o Grupo de Escoteiros São Francisco de Assis no Bairro de Icaraí. O Grupo de Escoteiros Professor João Brazil passa a utilizar o Lenço Branco com uma flor de lis preta (2º lenço do GE).
1960 a 1986
1960 – Participação dos Escoteiros na inauguração da Avenida João Brasil (Fonseca – Engenhoca) o Prefeito Wilson Oliveira e do então Governador Roberto Silveira qual em seu discurso de improviso destaca a presença do Grupo Escoteiro qual tem o nome de João Brazil,Ilustre Educador que estava sendo homenageado com o nome da avenida.
1960 – Participação dos Escoteiros de Niterói na inauguração da Praça Escoteiro Walter Roberto Fogal na Zona Sul da Cidade
1961 a 1970
1961 – Participação dos Grupos de Escoteiros na Semana Escoteira em Niterói.
1961 – O Grupos de Niterói participam com voluntários para o Hospital Antônio Pedro na ajuda aos feridos do incêndio do Gran Circus, sob o comando da professora e Chefe Maria Pérola Sodré.
Em 30 de Agosto de 1964, alunos do Colégio Brasil, da área cultural do GRÊMIO ESTUDANTIL, tomam a iniciativa de RE-FUNDAR o Grupo de Escoteiros Professor João Brazil paralisado desde Dezembro de 1963. Um dos líderes deste projeto foi o então aluno IRALDO MERCADANTE SILVA, que se tornaria o 1o CHEFE DE GRUPO e o 1o CHEFE DE TROPA DE ESCOTEIROS. Em Agosto 64, iniciou o projeto de re-fundação, em 22 de Novembro (data do aniversário da Cidade de Niterói), a então Região Escoteira do Estado do Rio de Janeiro, “Região Fluminense”, devido às primeiras promessas de jovens e a do próprio Chefe Iraldo Mercadante Silva, reconhece a Re-fundação do Grupo de Escoteiros Professor João Brazil, agora com o numeral 49º.
1965 – O 49o Grupo de Escoteiros Professor João Brazil, participa com uma (1) patrulha de escoteiros do Jamboree Pan Americano, realizado na Cidade do Rio de Janeiro na Ilha do Governador no período de17 a 25 Julho de 1965.
1970 – Realização do Campo da Amizade no feriado de semana santa de Abril de 1970 em Niterói com pioneiros do Clã Ararigbóia do GE Boa Viagem e a Chefe Bandeirante Ana Eva Heuberger
1971 a 1980
1972 – O Grupo de Escoteiros do Mar Benevenuto Cellini,depois do Grupo Escolar, vários outros locais serviram como sede como a Igreja Nossa Senhora da Conceição - no Centro, Forte Gragoatá e Clube Aldok - em Gragoatá, e até mesmo o Coreto do Campo de São Bento, até que em 1972 o Grupo mudou-se para o Jurujuba Iate Clube (JIC), onde permanece
1979 - Maria Pérola Sodré, do 4º Grupo Escoteiro do Mar Gaviões do Mar, recebe a maior comenda do escotismo brasileiro, o Tapir de Prata.
1980 – Visita do General Agnaldo Senna Campos ao 49º Grupo de Escoteiros Professor João Brazil. O General doa um livro (“Caxias”) ao Grupo e “passa em revista” a Alcatéia; a Tropa de Escoteiros, a Tropa de Seniores e o Clã Pioneiro. Junto ao busto do João Brazil (antigo Colégio Brasil), faz um discurso que enaltece o Escotismo e relembra seus tempos em que o 49º GE-RJ, tinha sido então Grupo de Escoteiros do Colégio Brasil qual ele ajudou a fundar em Novembro de 1925.
1981 a 1986
1981 – O 49o Grupo de Escoteiro Professor João Brazil, participa com uma (1) patrulha de seniores, 1 patrulha de escoteiros e Clã Pioneiros do Jamboree Pan Americano, no Rio Grande do Sul no período da segunda semana de Dezembro de 1980 ao final da primeira semana de Janeiro de 1981.
1981 - O Movimento Escoteiro ganha o 1º Prêmio de Educação para a Paz conferido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a
Educação, a Ciência e a Cultura), conforme publicado pelo UNESCO NEWS no
neste ano, por seus trabalhos ao redor do mundo visando a paz e a união entre as nações. Tal notícia repercutiu muito nos Grupos Escoteiros Professor João Brazil e São Francisco de Assis que utilizaram de pequenos comunicados aos seus Associados relatando a conquista do Escotismo perante a UNESCO.
1982 - Falece em 02 de Fevereiro o Velho Lobo, Almirante Benjamin
1982 – Em Dezembro, pela segunda vez em sua história(O fato bem parecido com o episódio de Dezembro de 1959) o Grupo de Escoteiros Professor João Brazil, retira-se definitivamente do Colégio Brasil. No mês de Dezembro, o Prefeito de Niterói, Dr. Waldenir Bragança, consegue autorização da Diretoria do Horto do Fonseca e da Secretaria Estadual de Agricultura, para que o Grupo fica-se sediado no Horto do Fonseca. O Colégio Brasil vem a fechar suas portas em Dezembro de 1984.
1983- A produtora de filmes “DEMUZA”, qual os “Trapalhões” DEDÉ, MUÇUM e ZACARIAS eram Sócios,produziu um filme com O 49º Grupo de Escoteiros Professor João Brazil. O filme foi apresentado ao público em 1984, com o nome “Atrapalhando a Suate”
1985 – o 49o Grupo Escoteiro Professor João Brazil, participa com uma (1) patrulha de seniores, uma (1) de Guias Escoteiras, uma (1) patrulha de Escoteiros e Clã Pioneiro do Jamboree no Rio Grande do Sul.
1986 - Inauguração da Praça Baden Powell na Vila Olímpica de Niterói. Homenagem da Prefeitura da Cidade ao Fundador do Escotismo e a Instituição em âmbito Mundial.
Em discurso o então Prefeito Waldenir Bragança, lembra a conquista do Movimento Escoteiro em ganhar o 1º Prêmio de Educação para a Paz conferido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), conforme publicado pelo UNESCO NEWS em 1981, por seus trabalhos ao redor do mundo visando a paz e a união entre as nações.
O Prefeito Waldenir Bragança (Antigo Escoteiro), participou com alguns Secretários Municipais de todo evento: Plantio de mudas, gincana escoteira e fogo de conselho.
1991 a 2011
O "IV Ajuri Nacional dos Escoteiros do Mar" aconteceu em 1991 na Base Naval do Rio de Janeiro, Ilha Mocanguê, Niterói (RJ) 550 participantes instalados a bordo do NDD Ceará e NDD Rio de Janeiro quando comemorou os 70 anos de fundação da Federação Brasileira de Escoteiros do Mar (FBEM).
1991 - Em 1991, Maria Pérola Sodré recebe pela segunda vez a maior comenda do escotismo brasileiro, o Tapir de Prata.
1991 – Escoteiros de Niterói e S. Gonçalo, sob o comando do Comissário Distrital Luiz Carlos N. Monteiro, desfilam com o maior efetivo de contingente escoteiro, 357 Associados no desfile cívico de 07 de Setembro na Cidade de Niterói
1992 - O 49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil, trabalho como “ONG” Guardiã da Árvore da Vida na ECO 92 no Aterro do Flamengo – RIO – RJ
1994 -- O 49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil, desenvolve projeto de recuperação da mata do morro da armação no Bairro da Ponta da Areia, acabando de vez com as queimadas no local que existiam até final da década de 90
1995 – Escoteiro do 49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil, participam da “Guarda de Honra” ao Prefeito de Niterói João Sampaio na realização da Feira de Integração Comunitária (FIC) no Terminal Rodoviário João Goulart no ano de sua inauguração
1996 - Em 31 de Agosto é fundado o 34º Grupo Escoteiro Gibraltar
1996 – Escoteiros do 49 Grupo Escoteiro Professor João Brazil, com a Associação de Moradores da Ponta da Areia, realizam plantio de mudas de árvores nativas de mata atlântica no morro da armação. Foi esta ação qual terminou com os grandes incêndios na mata do morro que aconteciam até então.
1997 – Deixa de existir oficialmente o 7º Distrito Escoteiro de Niterói, qual prestou 50 Anos de serviços escoteiros à Cidade de Niterói através dos Grupos Escoteiros desde 1947
1999 - 0 49O Grupo Escoteiro Professor João Brazil, envia o Escotista/Dirigente Victor Hugo Cunha de Noronha (Chefe Escoteiro e Diretor), ao Jamboree de PICARQUIN, no CHILE.
2001 a 2010
2003 – Escoteiros de Niterói e S. Gonçalo, sob o comando do Coordenador Luiz Carlos N. Monteiro, desenvolve a primeira atividade oficial no Parque das Águas com toda equipe do Secretário Municipal Eduardo Travassos. Abertura de trilhas, plantio de mudas e varredura ecológica
2003 – Escoteiros de Niterói e S. Gonçalo, sob o comando do Coordenador Luiz Carlos N. Monteiro, desfilam com o segundo maior efetivo de contingente(o maior efetivo foi em 1991 com 357 Associados) escoteiro em desfile cívico de 07 de Setembro na Cidade de Niterói: 246 Associados da UEB/RJ
2004 – Em 30 de Maio é inaugurado o Núcleo Bandeirante Barão de Mauá em Niterói
2005 - O 49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil acaba com a praga do Caramujo Africano no Horto do Fonseca.
- Em 19 e 20 de Novembro, reaiza-se em Monjolos, São Gonçalo, na Sede do 66º Grupo Escoteiro Luiz Palmier o Torneio de Pioneirias de São Gonçalo. O Grande vencedor no Ramo Escoteiro e Sênior foi o 49º GE/RJ. Houve participação de Grupos Escoteiros de Niterói e São Gonçalo neste atividade.
2007 – Em 06 de Agosto, para celebrar a data, a Câmara Municipal de Niterói organizou nas dependências do legislativo municipal, por iniciativa do Vereador Magaldi. Comemoração do Centenário do Escotismo com Sessão Solene de Concessão de Moções ao GE´s de Niterói e S. Gonçalo e Concessão de Moções às Personalidades Escoteiras de âmbito Estadual e Municipal.
2008 – Seguindo orientação da Direção da UEB/RJ, no período Março a Agosto, Grupos Escoteiros de Niterói, realizaram mobilização de trabalho voluntário na campanha de prevenção da dengue.
Distribuindo panfletos e cartilhas fornecidos pelo Escritório Regional da UEB em parceria com a Defesa Civil, como também, o material recebido da Fundação Municipal de Saúde e do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói. Alguns Grupos Escoteiros receberam também apoio da Subsecretaria de Estado da Região Metropolitana.
Registra-se com destaque a participação dos Grupos 21º, 34º e 49º .
06/12/2008 – Ch. Jarbas Pinto Ribeiro, o "Quati", do 7ºGrupo Escoteiro do Mar Benevenuto Cellini (Jurujuba), o escoteiro mais antigo do Brasil (em atividade desde 1926) , recebeu a maior comenda do escotismo brasileiro, o Tapir de Prata, em uma grande festa realizada na sede de seu grupo no Iate Clube Jurujuba com total apoio da Diretoria Regional.
2009 – Realização do ELO em São Gonçalo com alguns Grupos Escoteiros de Niterói, São Gonçalo e Rio de Janeiro, com participação de aproximadamente 100 Associados da UEB(RJ), na Fazendo do Engenho Novo, Com apoio da Secretaria de Agricultura e Pesca, da Prefeitura de São Gonçalo no período de 31/10 a 02/11
2010 – 8 de Abril, Escoteiros se unen a bombeiros para ajudar no resgate de feridos e desabrigados no Morro do Bumba no Bairro do Viçoso Jardim. Aliás foi intensa as arrecadações dos Grupos Escoteiros na Cidade durante os meses de Abril e Maio.
2010 – Em 10 de Maio, O Grupo Escoteiro São Francisco de Assis (GESFA) foi homenageado com o Título de Utilidade Pública Municipal, na sede Almir de Carvalho, em Pendotiba, por iniciativa do Vereador Carlos Magaldi. Para Gelson Rozentino, Diretor Presidente do GESFA,foi um momento marcante.“- É um reconhecimento importante para o GE que desenvolve um belo trabalho na formação da juventude há anos.”
Em 14 de Junho, para celebrar a data, a Câmara Municipal de Niterói organizou uma grande ação aberta ao público, nas dependências do legislativo municipal. Iniciativa do vereador Carlos Magaldi. Foram comemorados o Centenário do Escotismo no Brasil com Exposição de fotos (CCME) e equipamentos (Escotismo do Mar), Cerimonial de Bandeira Nacional pelos Escoteiros de Niterói, Sessão Solene de Concessão de Moções ao GE´s de Niterói e S. Gonçalo e Concessão de Moções às Personalidades Escoteiras de âmbito Nacional, Estadual e Municipal.
O "X Ajuri Nacional dos Escoteiros do Mar" aconteceu de 27 de julho a 1º de agosto de 2010 comemorando o Centenário Mundial de fundação do Escotismo do Mar (1909), sua consolidação além do Centenário da chegada do Encouraçado Minas Gerais, em 1910, trazendo o escotismo para o Brasil. A atividade teve pontos marcantes como o Grande Jogo de Técnicas Marinheiras realizada na Ilha da Boa Viagem em Niterói
2011
Em 18 de Janeiro, entra em vigor na Cidade de Niterói a Lei Municipal nº. 2813, que inclui nas Comemorações Oficiais do Município e da Câmara Municipal, o DIA MUNICIPAL DO ESCOTISMO. A data comemorativa passa ser 14 DE JUNHO. O Projeto de Lei nº. 149/2010, foi apresentado pelo nobre Vereador Carlos Alberto Pinto Magaldi, Grande Colaborador do Escotismo na Cidade e Lei sancionada pelo Prefeito Jorge Roberto Silveira em 18/01/2011, registrada em Diário Oficial.
Em 05 de Junho, Dia Mundial do Meio Ambiente (“Dia da Ecologia”), o 49º Grupo Escoteiro Professor João Brazil, organização uma ação de Utilidade Pública no Horto do Fonseca / Jardim Botânico de Niterói. Realização o Mutirão Escoteiro de Ação Ecológica com outros 14 Grupos Escoteiros da UEB/RJ (333 Associados da UEB-RJ na atividade). Realizam varredura ecológica no local e retiram mais de 400 K de lixo e realizam o plantio de 100 mudas de árvores nativas de mata atlântica em regiões degradadas do Horto/Jardim Botânico.
Em 14 de Junho, 180 escoteiros lotam a Câmara de Vereadores de Niterói na participação da Sessão Solene em Justa Homenagem aos 101 Anos do Escotismo no Brasil e pela passagem do Dia Municipal do Escotismo em Niterói. Grupos Escoteiros de Niterói, São Gonçalo foram homenageados e reconhecidos com Moção do Legislativo Municipal, assim com o Dr. Rubem Tadeu, Presidente da UEB e também 1 Grupo Escoteiro da Cidade de Marica e 3 Grupos Escoteiros da Cidade do Rio de Janeiro pelos seus préstimos a Cidade de Niterói.
2012 a 2017

O Escotismo vem se espandindo na Cidade de Niteroi; varias ações humanitárias, sociais e ecológicas são desenvolvidas pelos Grupos Escoteiros da Cidade. Em 2012 criada a Lei Municipal do Escotismo em 14 de Junho pelo Vereador Carlos Alberto Magaldi, Nos anos de 2013 e 2016 os escoteiros ralizam muturões ecológicos no Horto do Fonseca com várias Instituições e mais de 500 Escoteiros. Em 2014 o 49 Grupo Escoteiro Professor João Brazil, Escoteiros do Horto do Fonseca recebem o Título Municipal de Ecologia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário